Browse By

Netflix anuncia primeiro filme original brasileiro, O Matador

Image and video hosting by TinyPic

Diogo Morgado será Cabeleira na nova produção da Netflix

A Netflix anunciou no último dia 5, o começo das filmagens em agosto de seu primeiro longa-metragem original brasileiro, O Matador. “O Matador é uma ótima adição à nossa estratégia de programação, com uma história que vai cruzar fronteiras e encontrar uma audiência global, já que combina umstorytelling único com um elenco multinacional”, afirma o Chief Content Officer da Netflix, Ted Sarandos. “Nós continuamos investindo em talento local e esse filme é a nossa mais nova adição ao diverso conteúdo original filmado no Brasil”.

Criado e dirigido por Marcelo Galvão (Colegas), a história é um faroeste e acontece entre as décadas de 1910 e 1940, e conta a história de Cabeleira (Morgado), um temido matador do estado de Pernambuco. Cabeleira, criado por um cangaceiro local chamado Sete Orelhas (Montenegro), que o encontrou abandonado quando bebê, cresce no sertão completamente isolado da civilização. Agora um adulto, ele finalmente vai à cidade para procurar o desaparecido Sete Orelhas e encontra uma cidade sem lei, governada pelo tirânico Monsieur Blanchard (Chicot), um francês que domina o mercado de pedras preciosas e anteriormente empregava Sete Orelhas como seu matador.

“Como cineasta, essa é uma oportunidade única; a Netflix me deu uma liberdade criativa sem precedentes, além de uma plataforma global que vai permitir que a minha história seja contada para pessoas ao redor do mundo ao mesmo tempo”, afirma Marcelo Galvão.

O elenco principal inclui Diogo Morgado (O Filho de Deus), Marat Descartes (2 Coelhos, Trabalhar Cansa), Nill Marcondes (A Frente Fria que a Chuva Traz; O Homem do Ano), Deto Montenegro (Colegas, A Despedida), Maria de Medeiros (O Quarto Proibido; Pulp Fiction – Tempo de Violência) e Etienne Chicot (O Código Da Vinci; ExpressoTransiberiano), Marat Descartes. No elenco estão também Mel Lisboa, Daniela Galli, Thogun, Igor Cotrim, Thaís Cabral e o norte-americano Will Roberts.

Comments

comments